Home / Hétero / Prive Contos Eróticos – Hétero – O Irmão do Meu Namorado

Prive Contos Eróticos – Hétero – O Irmão do Meu Namorado




Adoro macho que curte meter com vontade, sempre fui uma puta na cama, nunca medi esforços pra fazer do meu sexo algo gostoso e levar rola é meu lema.
Sou Renata e hoje faço do sexo meu prazer, nunca tive medo de ousar e foi desta forma que ao conhecer Igor eu via nele a delicia que seria uma foda com aquele
garoto, sempre curti um desafio mais ficar com o irmão do meu namorado seria o melhor de todos, devido sua beleza e até mesmo pela forma que tudo estaria acontecendo entre a gente.
Namoro Rafael a menos de um ano, sempre muito bom de cama me fez gemer e gozar muito, sua pica grossa e seu sexo faz da minha xoxota sua escrava, adoro a rola daquele homem e digo que foi a melhor de todas que já provei, porém de uns tempos pra cá meu desejo foi aumentando por seu irmão mais novo, nunca senti isto em outros namoros, mais com ele era diferente, toda vez que via seu irmão meu sexo gritava de prazer.
Minha bucetinha ardia de vontade de provar daquele que antes seria o proibido e saber se o maninho do meu namorado tinha a mesma pegada gostosa que ele.
Foi assim que resolvi em uma destas visitas a casa da família que Igor estava lá, todo gostoso, seu corpo malhado, de olhar de garoto, jeito simples e divertido, se sentia o garoto pegador e é claro que deve ter algo que me encantava, era diferente sentar na mesa da família, olhar pro meu namorado e virar o rosto a ver a boca carnuda de seu irmão.
Num destes jantares eu resolvi jogar comigo mesma, logo sentamos a mesa e estavam todos muito alegres, a conversa fluía muito bem e a comida da minha sogra sempre muito gostosa, eu de frente com Igor, e Rafael ao meu lado, a conversa sobre politica e sobre família, minha amada sogra me perguntava sobre casamento, eu apenas ria e dizia a ela que não estava preparada ainda, e assim fomos convidados a dormi lá, era tudo que eu precisava.
A noite caia e logo no quarto do Rafael eu resolvi tomar um banho, estava sedenta de sexo, estava doida pra entrar numa pica, o ponteiro marcava onze da noite, Rafael dizia sair e já voltar, foi então que ali embaixo do chuveiro ouço a porta abrir, pergunto se era o Rafa e então Igor responde, me dizendo que veio pegar a carteira do seu irmão, pra dar lado sai do chuveiro do jeito que estava, toda nua o deixando sem palavras, eu morena de seios fartos, meu corpo malhado e minha beleza admirada pelos machos, assim Igor não acreditava, eu não falava nada, pequei a carteira e o entreguei e o deixei sair.
Parece que Rafa havia saído com seu pai, então naquela casa estava eu, minha sogra e o gostoso do Igor, ele teria muitos motivos pra bater uma punheta pensando em mim, mais eu não iria o deixar fazer isto, vesti minha roupa e fui pra sala, minha sogra estava desligando a Tv e me pedindo desculpas que iria dormir, pois estava cansada, me dizia que Rafa foi levar seu pai no banco, pois havia esquecido de pegar o dinheiro e devido a idade ele não poda dirigir e Igor não tinha carteira ainda, então ela se recolhei.
Subi as escadas enquanto acompanhava ela ir pra seu quarto que ficava na parte de baixo da casa, pois eram idosos e não poderiam mais subir escadas, e ali no andar de cima ficava os quarto dos filhos, entrei no corredor central e logo observei a porta do quarto de Igor entre aberta, meio com medo resolvi ir ate ele.
Na porta observava aquele garoto forte sem camiseta ouvindo musica com fones de ouvido, entrei calmamente e ele não percebia; o assustei, foi isto que ele me dizia ao me ver, logo pedi desculpas pela cena de antes, no ato da carteira, ele sorria e me dizia que eu era gostosa demais pra pedir desculpas.
Eu como safada de sempre se aproximei dele, ele então meio que tremia, mas dizia pra mim que era uma pena ser namorada do irmão dele, eu tocando em sua perna logo descia minha mão, ambos sentados na cama, eu via o tamanho que já fazia presença, ele então parecia sem medo, sem vergonha e deixava eu deslizar minha mãos, sua piroca era meu alvo e foi assim que acariciei seu cacete, era realmente gostoso, grosso demais, uma delicia que na hora já me deixava excitada, ouço barulho e resolvo então sair rapidamente, indo pro meu quarto pensando a delicia que estava deixando pra trás.
Rafael chegou cheio de amor pra dar, eu deitada de bucetinha molhada estava ali disponível pra ele, toda peladinha e ele logo compareceu, sua rola gostoso me penetrava e eu loucamente o sentia ao mesmo tempo pensava no cacete do seu irmão, aquele momento era prazeroso, levava pica de um e pensava na pica do outro, gozei gostoso e logo caímos no sono.
Alta madrugada, me desperto imaginando a delicia do Igor, mexo na minha xoxota e resolvo colocar meu plano em ação, analiso e Rafa dormia profundamente, pois ele quando dormi pode cair o mundo que não acorda e eu resolvo levantar, muito calmamente no escuro e guiada pelo celular vou a porta de Igor que apenas encostada é aberta por mim, com a luz do celular noto que ele dorme profundamente somente de cueca virado de lado demonstra sua potencia, resolvo então fazer carinho, passo a mão pelo seu corpo até entrar com ela dentro de sua cueca, lindamente sinto seu mastro, o escuro é total e ele então acorda aquela cacete.
Fala-me no ouvido não acreditar e então começo a bater uma pra ele, o faço gemer e com minha boca o demonstro o quanto sei chupar um cacete, ele geme me puxando pelos cabelos e logo me deixa lamber suas bolas, indo ao delírio, era realmente gostoso, pica grossa, cabeçona linda e minha xoxota totalmente louca pra rebolar, o faço então a me tocar, coloco suas mãos em meus seios o fazendo me sentir.
Sua língua sabia o caminho me lambendo ele fazia de meus mamilos um presente, enquanto seus dedos já conheciam a minha xoxota, era algo diferente, misto de medo e prazer, eu estava louca pra ser comida por aquele garoto forte e lindo, ao mesmo tempo em que Rafael poderia me pegar no flagra dando pro seu maninho amado.
Aquela pica me chamava a atenção e eu por cima dele a colocava no meu grelinho, comecei a rebolar gostoso, tendo dentro de mim tamanha rola, era gostoso demais, sentia a pegada e o segurando o beijava loucamente, aquele guri realmente tinha uma boa pegada e uma roía gostosa a me fazer gemer, mesmo baixinho soltava gritinhos de prazer, sua língua caminhava pelo bico do meu peito, minha xota cavalgava em seu mastro.
Aquele garoto então estava louco, suava de excitação, eu rebolava gostoso o fazendo suspirar, até que resolvo ficar de quatro e sentir ele me fuder por trás, minha buceta ardia de prazer e ele me obedecia, eu de quatro a sentir a delicia de sua pica, enfiava gostoso e estocava tudinho dentro de mim, fazia movimentos deliciosos enquanto chupava minha orelha, era demais, ambos a se conhecer sexualmente, era a realização de uma fantasia, era eu dando para o irmão do meu namorado.
Eu levava piroca com vontade, minha xana estava ardida e de quatro eu ao mesmo tempo buscava rebolar, era gostoso demais aquela rola, quentinha que me atolava, entrava e saia de dentro de mim.
A menina que antes era desejada agora se tornava uma puta mesmo, adora pica e ali levava, deitei na cama, abri a pernas e recebi seu mastro, ele me enchia com sua pica, mamava em minhas tetas e me fazia suar, cada estocada me fazia sentir o prazer, até que sua rola foi retirada, logo sua língua começava a descer lentamente e ali ele se aproveitava da minha bucetinha e começava a passar sua língua nela, era o auge do prazer, ele sugava e lambia meu grelo com maestria e eu gemia, era gostoso ver meu grelinho ser massageado por aquela língua gostosa, eu esfregava minha xoxota na sua cara enquanto ele fazia dela sua conquista, mas eu não conseguia me segurar.
-Ahh…que delicia…chupa…lambe… ahhh…chupa…meu grelinho…com força…vou gozar…vou gozar…ahhh!
Meu gritinho entregava o quanto havia gozado gostoso em sua boca, ele delirava e eu sem palavras pra dizer o quanto era gostoso tudo aquilo.
Ele novamente tirava e enfiava aquela majestosa pica, eu toda molhada estava ai recebendo seu cacete, demonstrando o quanto eu era puta, aquele pau enorme me preenchia e eu recebia com desejo cada fincada de sua rola.
Foi então que ele subia diante de mim e colocava aquele mastro na minha boca, me forçava a engolir cada centímetro e se punhetando ele estava disposto a me fazer engolir sua porra, eu então estava curtindo e então em minutos senti o jato quente me fazer engolir, era muita porra, meio que me engasguei, me sujei toda e então estava ali, toda melecada na cama do Igor.
Levantei-me e logo resolvi me despedir, o abracei e sai devagar, passo por passo, entrei no quarto do Rafael e o vi dormir feito anjo, fui ao banheiro e tomei uma duche gostosa, ali pude notar o estrago que aquela pica gostosa me fez, meu grelinho estava todo judiado, inchado e eu toda melecada, e assim depois de tudo feliz por satisfazer minha fantasia e ver o quanto provoco os homens, seja quem for.
Deitei-me radiante, e em si um novo dia estava pra acontecer.
Oito da manhã é hora de acordar, assim sou bem recebida na mesa da família que estava recheada de coisas pra comer,
Rafael havia acordado antes e estava a me esperar, seus pais lindamente me servia e logo Rafa perguntava para sua mãe de Igor, ela dizia que ele não quis levantar, achava estranho também, pois ele nunca acordava tarde, eu meio que ria, pois era gostoso ver aquela situação, pois o garoto novinho havia me comido a noite toda e realmente tinha que descansar.
Então a vida seguia, nunca ninguém desconfiou da nossa transa e eu continuei a ter os dois machos daquela família, dando gostoso e sendo feliz com duas rolas gostosas, cada um com sua forma, mais todas dominada pela mesma puta sedenta por sexo.
FIM
Autor – Danyel
***Leia mais*
Conheça Nossa Página do Facebook

https://www.facebook.com/pages/Escritor-Danyel/1400468683535859?ref=hl

Mundo Mais 

About Menino do Rio

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Caiu Na Net » Download – Ator argentino Joaquín Ferreira fez um filme porno hétero

Algum tempo atrás chocou o mundo o pênis do ator argentino Joaquín Ferreira em uma série sobre ...